No âmbito histórico da sociedade, as discussões giram em torno das Leis de Proteção ao Patrimônio, relações entre patrimônio e identidade e educação patrimonial no ensino da História. A teoria correlacionada à prática culminou, para os acadêmicos de História da Faculdade AGES de Jeremoabo (BA), em um significativo passeio pelo centro histórico da cidade de Jeremoabo para observação e análise do patrimônio arquitetônico.

 

Assim, no início deste mês de junho, com acompanhamento das professoras Ana Maria Oliveira, Vanessa Souza, Maria Eliane e Hozana Dias, os estudantes refletiram acerca da temática: “O olhar para a Educação Patrimonial a partir da história local”. Na oficina, os discentes realizaram visita à Fazenda e Engenho Caritá, antiga residência do Barão de Jeremoabo, construção do final do século XVIII, toda estruturada de pau-a-pique (técnica construtiva que consiste em armação de paus roliços e cipó, preenchida de barro). Tal patrimônio é também conhecido como taipa ou sopapo, telhado em 8 águas, telhas tipo canal e fundação em pedra.

 

Foi um dia de muita alegria e partilha de conhecimento com alunos dos cursos de História e Pedagogia da AGES!No âmbito histórico da sociedade, as discussões giram em torno das Leis de Proteção ao Patrimônio, relações entre patrimônio e identidade e educação patrimonial no ensino da História. A teoria correlacionada à prática culminou, para os acadêmicos de História da Faculdade AGES de Jeremoabo (BA), em um significativo passeio pelo centro histórico da cidade de Jeremoabo para observação e análise do patrimônio arquitetônico.

 

Assim, no início deste mês de junho, com acompanhamento das professoras Ana Maria Oliveira, Vanessa Souza, Maria Eliane e Hozana Dias, os estudantes refletiram acerca da temática: “O olhar para a Educação Patrimonial a partir da história local”. Na oficina, os discentes realizaram visita à Fazenda e Engenho Caritá, antiga residência do Barão de Jeremoabo, construção do final do século XVIII, toda estruturada de pau-a-pique (técnica construtiva que consiste em armação de paus roliços e cipó, preenchida de barro). Tal patrimônio é também conhecido como taipa ou sopapo, telhado em 8 águas, telhas tipo canal e fundação em pedra.

 

Foi um dia de muita alegria e partilha de conhecimento com alunos dos cursos de História e Pedagogia da AGES!