4020-2340 Fale Conosco

O que significa a sigla CCAF?

Comitê de Controle de Avaliação e Frequência.

Qual a função do CCAF

O CCAF é o setor que tem a função de prestar serviços e informações à comunidade acadêmica. Tem a missão de discutir, programar, acompanhar e analisar a política de avaliação do desempenho dos estudantes junto aos segmentos pedagógicos, estudantis, de gestão e docência da instituição; construir instrumentos de avaliação do desempenho dos estudantes; aplicar, corrigir, tabular os resultados e comunicar aos estudantes, professores e gestores; redefinir as ações de avaliação do desempenho dos colaboradores institucionais: docentes, gestores e demais profissionais do suporte acadêmico; diagnosticar potencialidades e fragilidades dos processos com encaminhamento para a qualificação profissional, quando necessário; apresentar os relatórios finais à Secretaria Geral, logo após a conclusão do semestre.

Como serei avaliado no Sistema Progressivo?

O processo de avaliação deverá ser realizado em níveis crescentes de complexidade de competências. O acadêmico será avaliado em dois momentos durante o semestre. O primeiro momento corresponde à avaliação de 50% das competências que serão trabalhadas durante o período letivo; o segundo de 100%, sendo que todos os processos avaliativos terão valor de 0 a 10 pontos. Apura-se a média das duas etapas de avaliação e desenvolve-se o cálculo de peso 0,9 que representará o aspecto cognitivo. Em seguida, soma-se ao resultado da nota de 0 a 1,0, multiplicado pelo peso 0,1, atribuído a etapa de apresentação do fichamento individual e por disciplina correspondente a leitura complementar sugerida e acompanhada pelo professor.
Para se obter a média final do semestre, após o resultado entre as 2 avaliações e o fichamento, entra a Produção Única que tem peso de -2,0 a 2,0 pontos, caso o aluno não faça o fichamento de uma das obras, o valor máximo da produção única, referente à disciplina em questão, será de -2,0 a 1,0. Então, o resultado final do semestre se dá entre o resultado das 2 avaliações mais fichamento e após este resultado, soma-se ou diminui-se a nota da Produção Única.
Toda avaliação deverá contemplar os Domínios Cognitivos, Afetivos e Psicomotores.
O acadêmico tem total autonomia para agendar suas avaliações optando pelas datas que melhor convir, de acordo com o Calendário de Avaliações , que é divulgado no mural e no site institucional.
As duas avaliações são de caráter obrigatório. Caso elas não sejam realizadas, acarretará na reprovação da disciplina.

Caso não consiga ATINGIR média 7,0 ao final do semestre, o que acontecerá?

Desconsiderar-se-ão as notas anteriores, submetendo-se a uma avaliação complementar de mesmo nível de complexidade da segunda avaliação, com valor de 0 a 10.

Quando realizarei AVALIAÇÃO COMPLEMENTAR?

Será realizada no 21º encontro, sempre no dia e horário da disciplina, sendo aplicada pelo professor da referida disciplina.
Para saber o resultado final, você deverá acessar o site www.faculdadeages.com.br através do portal do aluno com o número de matrícula e a senha pessoal.

Quais os procedimentos da PRODUÇÃO ÚNICA?

Na busca da integralidade do sujeito, compreende-se que a construção do ser se dá pela capacidade que vai além do potencial cognitivo. E para atender a esta formação, A Faculdade AGES de Lagarto inclui, em sua proposta pedagógica, a necessidade de inserir junto às competências de cada disciplina a formação de leitura e da escrita por meio da relação estabelecida entre as teorias aplicadas e as diversas literaturas que servirão de subsídio para o aprofundamento dos estudos.
Por isso, o estudante ageano precisa, para além de sua bibliografia básica e complementar, ler, no mínimo, mais cinco obras por semestre, pois cada disciplina elege uma ou mais obras para complementar as discussões da disciplina e, como resultado dessa leitura, o estudante elabora uma produção única em forma de artigo, ensaio e outras produções que variam de acordo com a complexidade e avanço de cada semestre.
Deve-se estar claro que produção única tem por objetivo, para além dos acadêmicos de leitura, escrita e estudo, permitir a discussão da disciplina em novo olhar. Isso quer dizer que as obras lidas e os trabalhos produzidos devem estar totalmente relacionados às competências da disciplina. Não é para o estudante ter a sensação de que vai parar de estudar a matéria para ler um livro, de que a produção e leitura já sejam mais estudos para a disciplina.
Até mesmo para os estudantes iniciais, a prática vem mostrando que não é interessante apenas pedir um resumo ou resenha, mas que este venha acompanhado de um novo olhar do estudante, isto é, o resumo seja apenas um item do trabalho pedido. Para isso ocorrer, é pertinente realizar trabalhos que sempre relacionem conceitos, ideias, análise de teorias com observações práticas da realidade.
Outro dado mostrado pela experiência é que os estudantes se envolvem mais com os trabalhos que exigem observações da realidade e estabelecem múltiplas relações com as competências discutidas na disciplina, até porque, esse é o objetivo da produção única.
Essa produção deve ser realizada individualmente, mesmo que a observação tenha sido em grupo, sendo que o aluno pode optar por realizar um texto dissertativo, estudo de caso, ensaio ou artigo científico.

Qual o valor da PRODUÇÃO ÚNICA?

Pode variar de menos 2,0 a 2,0 pontos para serem somados ao resultado.
Somar-se-á de 0 a 2,0 no processo de avaliação
•Orientar-se pelas normas do Manual de Produções Acadêmicas da Instituição e ABNT;
•Linguagem acadêmica (coerência externa e interna do texto);
•Gramática (ortografia, acentuação, regência, concordância, emprego adequado de pronomes, conjunções, tempos e modos verbais, preposições e pontuação);
•Conteúdo demonstrado: fundamentação teórica com nítidas relações da(s) obra(s) lida(s) com as competências construídas nas disciplinas;
•Proporcionar aos estudantes discussões e diálogos da obra, disciplina e do autor do trabalho;
•Estrutura – introdução, desenvolvimento e conclusão;
•Vocabulário (variedade e adequação);
•Coesão: construção de períodos: (observar a existência de repetição de palavras e frases incompletas);
•Coerência: encadeamento das ideias;
•Coerência: relação entre ideias e a realidade

Diminuir-se-á valores do resultado final do processo de provas, os seguintes casos:
• Menos 2,0 quando não faz a produção;
• Menos 2,0 quando comprovado plágio;
• Menos 2,0 quando constatado descaso.

Caso perca a data da avaliação, tenho direito a fazer nova chamada?

De acordo com o Regimento da Faculdade AGES de Lagarto, o aluno só terá direito à segunda chamada se comprovado motivo justo de sua ausência. Assim:
– a avaliação segue, rigorosamente, o calendário instituído pela AGES;
– a aplicação dos exames é de responsabilidade do CCAF;
– a ausência à segunda chamada não concede ao acadêmico o direito de outra oportunidade de avaliação;
– o acadêmico deverá protocolar a solicitação para a segunda chamada, no prazo máximo de 48 horas, a contar da data agendada para realização. Efetua o pagamento no Setor de Finanças e protocola via portal acadêmico para agendamento da avaliação, seguindo o Calendário preestabelecido.

Como receberei minhas avaliações e/ou meus resultados?

As avaliações e os resultados serão entregues pelo professor em sala de aula a partir do 15º dia, a contar da data da realização da avaliação, ou seja, duas semanas após.

Como funciona o recurso de prova?

O acadêmico insatisfeito com o resultado da avaliação feita pelo professor poderá protocolar via portal acadêmico o recurso de prova, para que passe pela apreciação de uma comissão. O prazo máximo para a entrada será de 10 dias após a divulgação do resultado pelo professor. O parecer final da comissão é dado após 20 dias da sua entrada.

Caso esteja realizando prova, como justificarei a minha ausência na aula?

Abono de falta, em dias de avaliação, será validado mediante apresentação do exame realizado.