(75) 3279-2210/3600 faleconosco@uniages.edu.br

Colegiado de Psicologia da Faculdade AGES terá trabalhos apresentados no CONPSI

Serão dois trabalhos, o primeiro se intitula: LUTA ANTIMANICOMIAL: REFLEXOS DO MOVIMENTO NO INTERIOR DA BAHIA, ele é fruto da mobilização anual da instituição no que se refere a luta antimanicomial, projeto idealizado inicialmente pelo colegiado de Psicologia e que posteriormente se tornou institucional. Este trabalho, apresentado sob a forma de pôster foi pensado em conjunto pelo acadêmico Baruc Fontes (10º período), Profª Lívia Ferreira e Edson Peixoto (Psicólogo, egresso AGES).

“A Luta Antimanicomial, projeto idealizado pela Professora Ericka Evelyn e desenvolvido pelo Colegiado de Psicologia, com apoio de todos os demais colegiados, da comunidade e do CAPS, nos coloca no centro de um debate fundamental para pensar a saúde mental contemporânea: a mudança conceitual e jurídica é suficiente para mudar as práticas nas instituições de cuidado? O que falta para que o tratamento em saúde mental seja ofertado sem o fantasma do manicômio?

É preciso que essas questões circulem para que possamos construir e inventar respostas para elas. E apresentar um pôster, especialmente um relato de experiência, num evento regional – com reflexos nacionais – como o CONPSI é compartilhar nossa inquietação e nossos caminhos, buscando a oportunidade de avançar no trabalho que realizamos na Faculdade Ages a partir das trocas que faremos com outros estudiosos do campo. E também, por que não, inspirar outros inquietos a caminhar a partir de nossa experiência.”  Profª Livia Ferreira.

“Apresentar esse trabalho num evento tão significativo para a psicologia reforça a ideia de que vale a pena lutar pela transformação da sociedade, num sentido de igualdade. Além disso, poder dividir essa experiência com acadêmicos e profissionais da Psicologia de todo o Brasil vem enriquecer nosso movimento que é localizado no interior da Bahia, mas que reflete algo maior, de amplitude nacional.” Baruc Fontes (Acadêmico de Psicologia 10º período).

Outro trabalho que será apresentado se intitula: QUANDO TEORIA E PRÁTICA DIALOGAM: A EXPERIÊNCIA DE UM GRUPO DE ESTUDOS EM RELAÇÕES RACIAIS, ele traz de maneira bem subjetiva a experiência vivenciada pelos acadêmicos no desenvolvimento do Grupo de Estudos, que nasceu no semestre passado e tem se consolidado cada dia mais através das discussões e textos semanais; sendo este uma das apostas do colegiado para futuro Grupo de Pesquisa.

“Este trabalho é muito importante para nós! Ele representa meses de muita dedicação e transformação. Creio ser bastante oportuno apresentar possibilidades formativas na Psicologia ao tempo que promovemos reflexão acerca das relações raciais na sociedade, e são estas as discussões empreendidas neste trabalho. Mas isto representa os primeiros capítulos, talvez uma introdução de um projeto mais ambicioso e representativo. Mãos à obra!” Mozer Ramos (Acadêmico de Psicologia 8º período).

“Tratar de relações raciais num evento como esse é bastante especial, pois representa meses de experiências subjetivas implicadas nesse processo, que de certo modo nos levaram a escrever esse resumo. É gratificante olhar quanto o grupo já avançou; queremos muito mais, é só o inicio.” Baruc Fontes (Acadêmico de Psicologia 10º período).