4020-2340 Fale Conosco

Diretor Adjunto da Faculdade AGES ocupa a cadeira n° 1 da Academia Lagartense de Letras

Lagarto viveu, na noite de sexta-feira (19/04), um dos momentos mais nobres de sua história cultural, com a instalação da Academia Lagartense de Letras. Personalidades de diferentes áreas da sociedade sergipana fizeram-se presentes no Auditório Dr. Sílvio Romero, no Fórum de Lagarto, para realização de um velho sonho, a abertura do seu sodalício de imortais.

O recinto ficou pequeno para acolher as famílias, os convidados e amigos dos acadêmicos que, orgulhosamente, trajavam pelerine preto com dourado e insignia da Academia Lagartense de Letras. Duas mesas foram compostas: a de Trabalho, pelos membros da Academia Sergipana de Letras; e a de Honra, pelas autoridades que compareceram ao recinto.

A solenidade teve início às 20 horas com o convite aos integrantes da ASL para dirigir os trabalhos presididos pelo Acad. José Anderson do Nascimento, com a assessoria dos confrades Domingos Pascoal de Melo, José Anselmo de Oliveira, Luiz Fernando Ribeiro Soutelo e Luzia Maria da Costa Nascimento (também representando o jornalista Cleiber Vieira, da ASI). Em seguida, autoridades e outras personalidades foram convidadas para a Mesa de Honra, entre elas: o prefeito de Lagarto, Sr. Wilame Fraga, o vice-presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe, Prof. José Ibarê Costa Dantas; a representante do presidente da Câmara, vereadora Marta Carvalho; o mantenedor da Faculdade Ages, Prof. José Wilson dos Santos; o diretor regional de Educação, Prof. Dimas Rabelo; a secretária de Educação, Prof.ª Francilan Teixeira de Castro; o presidente da Fundação Cultural Charles Brício, Sr. Charles Sales de Abreu e o representante da diretoria da UFS (Campus Lagarto). Em seguida, foram chamados os titulares das Cadeiras da Academia Lagartense de Letras para o conhecimento do público.

O maestro Cássio Roniere, da Filarmônica Lira Popular de Lagarto, foi convidado para execução do Hino Nacional Brasileiro, assistido pelo público que tomava todo o espaço do local.

O professor Rusel Barroso convidou o presidente da Academia Sergipana de Letras, Dr. José Anderson do Nascimento para abertura oficial do evento, que devolveu a palavra ao mestre de cerimônia, convidando o secretário da ALL, Prof. Claudefranklin Monteiro, para leitura da Memória Histórica da Academia. Em seguida, o poeta Assuero Cardoso foi chamado para a leitura do Compromisso Acadêmico, confirmado pelos demais integrantes do silogeu, finalizando com uma breve apresentação de um dos seus textos.

Para a primeira saudação aos confrades e confreiras da Academia, foi convidado o ocupante da Cadeira Nº 1, cujo patrono é Sílvio Romero, o Prof. Rusel Barroso, escritor e pesquisador lagartense, que iniciou seu discurso com um dos versos da vasta obra de Romero, lembrando seu Itinerário, os Cantos e Contos Populares do Brasil e a saudade de sua terra. Disse, em seu pronunciamento, que “uma Academia somente se consolida quando não visa à promoção dos seus membros, mas sobretudo à preservação da história, da cultura e da língua, afastada de outros propósitos. Utilizou-se das palavras de Rui Barbosa para reafirmar que a ALL será conduzida com ideais na alma e olhos no coração. Agradeceu o apoio dos integrantes do MAC e da Associação Sergipana de Imprensa. Lembrou das palavras de incentivo do acadêmico João Oliva Alves, quando da apresentação da propositura na Academia Sergipana de Letras. Fez um breve passeio pela literatura, de Romero a Bilac, sem se esquecer dos conterrâneos Luiz Antônio Barreto, Abelardo Romero Dantas e Ranulpho Prata. Agradeceu a todos, especialmente aos integrantes dos dois sodalícios, e despediu-se de seu pronunciamento rememorando as palavras de Machado de Assis, na sessão inaugural da Academia Brasileira de Letras, trazendo-as, de algum modo, para o silogeu de Lagarto, ao dizer: que tenha a Academia Lagartense de Letras as mesmas feições de estabilidade e progresso da Academia Mater deste país. Quanto ao batismo de suas cadeiras, com os nomes preclaros e saudosos da ficção, da lírica, da crítica e da eloquência, é indício de que a tradição é o seu primeiro voto. Como dizia Machado, cabe-vos fazer com que ele perdure. Passai aos vossos sucessores o pensamento e a vontade iniciais, para que eles os transmitam aos seus, e a vossa obra seja contada entre as sólidas e brilhantes páginas da nossa vida lagartense, sergipana e brasileira, finalizando seu discurso com versos do poema Língua Portuguesa, de Olavo Bilac.

Concluída a saudação, os Acadêmicos foram chamados para Diplomação e Assinatura do Livro de Posse, ficando assim constituídas as Cadeiras, seus patronos e ocupantes:

CADEIRAS
PATRONO
Acadêmico titular
01
Sílvio Romero
(jurista/crítico literário/folclorista)
Rusel Marcos B. Barroso
professor, escritor, pesquisador
02
Laudelino de Oliveira Freire
(jurista/filólogo)
Assuero Cardoso Barbosa
poeta, professor, ator
03
Aníbal Freire da Fonseca
(jurista/jornalista)
Joaquim Prata Souza
defensor público, professor e escritor
04
Ranulpho Hora Prata
(médico/escritor)
Anselmo Vital de Oliveira
professor, pesquisador
05
Des. Enock Santiago
(jurista/escritor)
Deijaniro Jonas Filho
Promotor, professor universitário
06
Abelardo Romero Dantas
(escritor/poeta)
Claudefranklin Monteiro Santos historiador, professor, escritor
07
Luiz Antônio Barreto (escritor/historiador/pesquisador)
Emerson da Silva Carvalho
professor, jornalista, radialista
08
Joel Silveira
(escritor e jornalista)
Euler Tavares Ferreira
bancário, jornalista, escritor
09
Pe. Vicente Francisco de Jesus (sacerdote/escritor)
Mário Rino Sivieri (Dom)
Tomará posse em outra ocasião.
Data coincidiu com evento anteriormente agendado
10
Mons. João Baptista de Carvalho Daltro
(sacerdote /1.º administrador de Lagarto)
José Carvalho de Souza (Mons.)
educador, pesquisador, religioso
11
José Martins Fontes
(jurista/escritor)
Taysa Mércia Santos Souza Damaceno professora, pesquisadora
12
José Vicente de Carvalho
(jornalista/escritor)
Maria Angélica Amorim Correia
poeta, artista, escritora
13
José Nogueira Fontes
(matemático e escritor)
Rosalvo Andrade Nogueira
Jornalista, radialista, comunicador
14
Adalberto Fonseca
(pesquisador e historiador)
Beatriz Góis Dantas
antropóloga, escritora, pesquisadora
15
José Cláudio Monteiro Santos (professor/educador)
Paulo Andrade Prata
professor, jurista, escritor
16
José Antônio da Costa
(folclorista/fotógrafo)
Agláe d’Ávila Fontes
professora, pesquisadora, folclorista
17
Onofre Silva Santos
(pesquisador/audiófilo/teatrólogo)
Euclides Oliveira Santos
escritor, jornalista, pedagogo
18
Armando Hora de Mesquita
(jurista/escritor)
Noeme da Silva Dias
(professora, poeta, escritora)
19
Teodureto Arcanjo do Nascimento (médico/escritor)
Antônio José Monteiro Rocha odontólogo, escritor, pesquisador

A diretoria ficou composta pelos seguintes membros: presidente: Acad. Rusel Marcos Barroso; vice-presidente: Acad. Assuero Cardoso; secretário: Acad. Claudefranklin Monteiro; Conselheiros: Acad. Emerson Carvalho / Acad. Joaquim Prata; tesoureira: Acad. Angélica Amorim.

No momento de descerramento da Placa de Instalação pelos presidentes da ASL e ALL, o presidente da Academia Lagartense de Letras convidou o Acad. Joaquim Prata Souza para representá-lo no ato de acionamento do dispositivo. O promotor de justiça, Acad. Deijaniro Jonas Filho, representou a ALL na entrega da Ordem do Mérito Luiz Antônio Barreto ao presidente da Academia Sergipana de Letras, Dr. Anderson Nascimento. Já os representantes da ASL no processo de interiorização – Dr. Anselmo Oliveira e Dr. Domingos Pascoal – receberam a Ordem do Mérito da ALL das mãos dos acadêmicos Mons. José Carvalho de Souza e Profª Beatriz Góis Dantas.

Foram distribuídos livretos da Academia Lagartense de Letras ao público e autoridades, enquanto o Acad. Rusel Barroso aproveitou o momento para agradecer à Faculdade Ages, ao Grupo Maratá e à sociedade.

Em meio ao seleto público, os professores Valdiêr Cézar, Adonias Freitas, Moacir Poconé, José Uesele; o entusiasta da cultura Paulo Nogueira Fontes, as senhoras Eliane Rocha, Ângela Prata, Elciane Abreu, Edla Ribeiro, Valduleide Fraga, Piedade Oliveira; representantes do âmbito educacional, como as professoras Piedade Hora, Hilda Coutinho, Luzia Alves, Eralda Carvalho Franco, Elizabeth Machado, Edicelma Barroso, Célia Mariana, Elza Batista, acompanhada do seu filho Rafael Batista (Paróquia Nossa Senhora da Piedade). Sem deixar de mencionar que os mais distintos familiares, de todos os homenageados, assinalaram suas honrosas presenças no ato inaugural da Academia Lagartense de Letras.

Também registramos o comparecimento do vereador Enilton da Fármácia, José Carvalho (Juquinha), além da vinda de profissionais das emissoras locais, a exemplo dos senhores José Ribeiro (FM Eldorado) e Aloísio Andrade (FM Juventude), em meio aos representantes de outras mídias como os portais Lagartense (Sr. Laelson Correia), i9Lagarto e Lagartonet.

Foi muito bonito o encontro de tantos amigos num som momento. Foi deveras prazeroso abraçar, entre eles, Euler Ferreira, Rosalvo Nogueira, Beatriz Góis Dantas, Aglaé d’Ávila Fontes e Mons. Carvalho, conterrâneos raros de se ver por conta de suas atribuições na capital.

A solenidade foi encerrada com o lançamento do livro “Através do Brasil: uma trajetória centenária”, de autoria do Acad. Claudefranklin Monteiro, simbolizando o 1º ato do sodalício lagartense, seguida da execução do Hino de Lagarto, de autoria do saudoso historiador Adalberto Fonseca.

Biografia dos Acadêmicos

Fonte: LagartoNet.com

 

Assessoria de Comunicação
Faculdade AGES